Jornada estadual debate acidente de trabalho

20/05/2010 11:34

 

Segundo os dados do Anuário Estatístico da Previdência Social, o número de acidentes de trabalho registrados, no Pará aumentou 24,45% em três anos. Os números se referem ao intervalo entre janeiro de 2006 e dezembro de 2008. De acordo com o levantamento federal, o Pará é o campeão em acidentes de trabalho na região Norte. E como parte do esforço para perder esse título, começa hoje em Belém - no Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças de Trabalho - a III Jornada Estadual em Saúde do Trabalhador, que será dividida em três etapas. A primeira delas começa, às 9 horas, com uma caminhada da escadinha do cais do porto, na avenida Presidente Vargas, em direção à praça Dom Pedro II.

A chegada na praça Dom Pedro está prevista para as 10 horas, horário em que serviços de saúde e cidadania, como emissão de documentos, corte de cabelo, vacinação, teste de glicemia, aferição de pressão arterial e teste rápido para HIV serão oferecidos gratuitamente. Na praça, também será possível obter informações previdenciárias e tirar dúvida sobre a doação de sangue e medula óssea. A jornada é promovida pela Secretaria de Estado de Saúde (Sespa), através do Centro de Referência Estadual em Saúde do Trabalhador (Cerest), em conjunto com outras instituições ligadas ao trabalhador, como Fundacentro Sesma, Ministério Público do Trabalho e INSS.

Amanhã, a programação será dividida entre os campi da Universidade do Estado do Pará (Uepa) e da Universidade Federal do Pará (UFPA). Durante a manhã, no auditório do campus Telégrafo da Uepa, haverá uma mesa-redonda, onde será apresentado e discutido o panorama atual dos acidentes de trabalho no Pará e no restante do país. À tarde, o debate será no campus Guamá da UFPA. A partir das 14 horas haverá discussão sobre a saúde do trabalhador, meio ambiente e movimentos sociais. A programação segue até sexta-feira, 30.

© 2010 Todos os direitos reservados.

Crie um site gratuitoWebnode